[bra'ziw]

Idiomas e Intercâmbios

Dicas para estudar

[bra'ziw] - Idiomas e Intercâmbios - Dicas para estudar


Dicas para estudar

- Pense em por que iniciou os estudos e lembre-se de onde quer chegar. Toda ação para ser bem sucedida precisa de uma motivação. Foque no benefício que esse estudo te trará. Isso ajudará a manter o foco sempre que o cansaço ou o desânimo aparecerem. Defina prazos e objetivos concretos

- Manter a motivação em alta é o mais importante entre os vários fatores envolvidos no processo de aprendizado.

- Não basta encarar o novo idioma como uma necessidade, é preciso que isso seja uma tarefa prazerosa e que ocupe parte da sua rotina diária. - Reforçar o que você aprendeu é interessante, por isso mantenha um contato frequente com a cultura, principalmente, dos locais onde se fala o idioma.

- Se você está em busca de aprender um novo idioma, nada de faltar as aulas ou deixar de estudar por mais de uma semana. Na verdade, você deve entrar em contato com a língua o máximo de vezes por semana, no mínimo três. Separe em sua agenda dias e horários (extraclasse) somente para o estudo do idioma.

- Treine a pronúncia e o ritmo da fala.A leitura, a escrita e a compreensão auditiva são habilidades que naturalmente são estimuladas em sala de aula em função dos materiais escritos e da fala do professores. Entretanto, a fala, que é extremamente importante para se comunicar no novo idioma, depende muito mais do aluno para ser desenvolvida e hoje representa uma das maiores dificuldades quando o curso é finalizado.

- Ouça e leia simultaneamente (letras de músicas, audiobooks, notícias etc) para estimular a identificação e associação da palavra escrita com sua pronúncia e entonação quando combinada em frase; busque o contato frequente com o idioma por meio da expressão em voz alta das suas opiniões sobre temas que fazem parte do mercado em que atua ou em simulações de conversas que você precisará ter no ambiente acadêmico.

Atos como esses permitem descobrir as deficiências (de vocabulário ou de pronúncia) que precisam ser vencidas e gradativamente o processo de falar torna-se mais natural e menos tímido.

- Ler obras clássicas no idioma original pode inclusive ser uma meta de aprendizado! Ou então estabeleça a meta de conseguir ter uma conversa básica com um nativo no prazo de um ano.

-  De nada adianta memorizar frases, vocabulários e estruturas gramaticais que não servirão aos propósitos pelos quais você está aprendendo a língua estrangeira. Vai viajar para o exterior? Que tal aprender frases do dia a dia?

- Seja participativo e divida com o professor seus planos e preferências. A sala de aula é um laboratório contínuo onde os alunos têm a oportunidade de testar seus conhecimentos a todo o momento com a chance de ter os erros revisados e corrigidos pelos professores.

- Drible a timidez para aproveitar tudo o que o ambiente de ensino pode prover. A aula fica mais produtiva e prazerosa se estiver tendo 100% de aproveitamento na troca entre o(a) professor(a) e aluno.

- Use a aula para se desafiar. Faça desafios a si mesmo. Vá dos mais simples, como aprender novas palavras todos os dias, ler uma notícia no idioma e assistir a um programa por semana, até os mais difíceis, como prestar uma certificação internacional de proficiência, que valida o seu aprendizado.

- Faça dos aplicativos de celular e da internet seus aliados. Se o celular é hoje item indispensável na vida das pessoas, por que não usá-lo então como ferramenta para aprendizado? Hoje em dia as appstores e a internet disponibilizam inúmeras opções.

Outra boa alternativa é participar de grupos fechados, em que membros de diversos lugares do mundo trocam figurinhas sobre videogames, filmes, música e hobbies. Assim, além de treinar sua escrita com base em gírias e termos regionais, você pode, de bônus, conquistar algumas boas amizades.

Por todas estas razões nós estimulamos nossos alunos com aulas dinâmicas e criativas, mas respeitando suas individualidades.

Os professores são agentes motivadores e atentos à evolução de cada um e nossos métodos enfocam a conversação, fortalecendo a escrita, compreensão e leitura.