Redes Sociais :

Localização

Rua Albino Tâmbara, 5-6 Bauru - SP ( ao lado da USP )

Suporte

+6281 245 7652

Estudar na França

Para o ingressar na graduação francesa, o estudante brasileiro precisa ter nível intermediário de francês e a aprovação no vestibular de uma instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC (Ministério da Educação) na mesma área de estudos que pretende cursar na França.

A seleção para ingresso ao primeiro ano da graduação na universidade é realizada apenas uma vez ao ano, por meio de um procedimento padrão, válido para todas as universidades e regulamentado pelo ministério francês das relações exteriores. As datas de inscrição geralmente são entre novembro e fevereiro.

Quem tiver concluído o ensino superior pode se candidatar a um mestrado e depois ao doutorado.

O ensino superior na França tem vários sistemas paralelos. Depois de concluir o ensino médio, o estudante pode escolher ingressar em uma universidade, instituto universitário, “brevt tecnológico” ou nas escolas preparatórias para as “Grande École”.

Nas universidades são oferecidos cursos mais teóricos; em 5 anos o aluno já sai com o mestrado.

As “Grandes Écoles” são voltadas para a prática profissional, em geral para quem quer ser engenheiro e afins.

São conhecidas por submeterem os candidatos a um rigoroso processo de admissão e por fazer política de relacionamento e transferência de tecnologia com as empresas.

Seus cursos têm em média, dois a três anos de aulas intensivas de conhecimento básico, depois o aluno começa a cursar as disciplinas específicas da carreira escolhida. A nota do aluno nesta fase determinará a escola que poderá estudar por mais três anos até a formatura.

Uma das mais famosas é a ENA, que forma todos os políticos franceses, que geralmente já são formados em Direito ou Economia.

O país abriga importantes instituições de ensino superior, como Escolas Politécnicas, Sorbonne, Instituto de Estudos Políticos de Lyon, Bordeaux, Chambéry, Grenoble Universités, Aix-Marseille e Toulouse.

Apesar do ensino relativamente barato, estima-se que o orçamento mensal de um estudante na França varie entre €600 e €1.000. Para auxiliar nos custos de vida, os intercambistas tem autorização para trabalhar até 17h horas e meia por semana.

Em compensação, todos os estudantes, incluindo estrangeiros, podem solictar um auxílio-moradia, tarifas especiais para transporte, além de acesso aos econômicos restaurantes universitários.

COMPARTILHAR NOTÍCIA :

Você também pode gostar...

Português x Francês

Quando começamos a aprender o francês, logo notamos que temos bastante facilidade em compreender essa língua em sua forma escrita. Isso se dá porque o

LER MAIS »

Francofonia

A francofonia é a região linguística que envolve todas as pessoas que têm em comum a língua francesa. Não se trata somente do idioma em

LER MAIS »

300 milhoes de pessoas

Falar francês significa, hoje, poder se comunicar com 300 milhões de falantes da língua francesa espalhadas por todos os continentes; em 2050 serão 700 milhões!.

LER MAIS »

O Francês

Os Franceses são apaixonados por livros; raramente você verá um Francês parado sem estar lendo alguma coisa. – O Francês não é educado (para nossos

LER MAIS »